Objetivos

 

Designação do projeto: “Promoção da Indústria 4.0 na Região de Trás-os-Montes e Alto Douro (I4.0@TMAD)”

Aviso: NORTE-46-2016-08 (SISTEMA DE APOIO ÀS AÇÕES COLETIVAS “TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO”)

Promotores: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (Instituto Politécnico de Viseu), Associação para o Desenvolvimento do Brigantia EcoPark

 

Resumo

A presente operação resulta de uma iniciativa dos signatários da Carta de Compromissos para o Desenvolvimento da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro (2014), que visa contribuir para a promoção de projetos de I&I colaborativos de interesse regional, fomentando assim a inovação colaborativa entre as empresas e o sistema regional de I&I, e fortalecendo as instituições de apoio às empresas.

A quarta revolução industrial (“Indústria 4.0” – I4.0) encontra-se em desenvolvimento, e diz respeito à integração de tecnologias cloud-based nos processos de produção e à interligação em rede dos mesmos. Os benefícios já identificados em case studies na Alemanha incluem: economia de energia, fim do desperdício, aumento da segurança, conservação ambiental, redução de erros, transparência nos negócios, e personalização sem precedentes. A nível mundial, a adoção da I4.0 pelas empresas está em fase embrionária. O conceito tem vindo a ser adotado essencialmente pelas indústrias transformadora e automóvel (mobilidade), sendo necessário promover a sua incorporação noutros sectores com significativa relevância regional e potencial de benefícios (num contexto em que 99,98% das empresas da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro (TMAD) são PMEs), tais como a indústria agroalimentar, da pedra natural e do ambiente (e.g. energias renováveis e eficiência energética).

O projeto reduzirá o atraso em relação a outras regiões europeias na adoção da I4.0, incorporando e enriquecendo o estado-da-arte e o conhecimento disponíveis, através das seguintes abordagens:

  1. Identificação das oportunidades que a I4.0 oferece às empresas (análise do cenário de partida; procura de cenários de referência internacionais; elaboração de roadmaps tecnológicos a nível regional).
  2. Familiarização das PMEs com o conceito I4.0 (diagnóstico e levantamento de necessidades dos stakeholders; laboratórios de demonstração; incubadora de ideias).
  3. Colaboração estreita entre os vários atores-chave e em particular com organizações capacitadas na área da I4.0 (laboratórios de demonstração; vigilância e prospetiva tecnológica; incubadora de ideias; definição de planos de ação concretos; estrutura de interligação entre o tecido empresarial produtivo e o sistema regional de I&I).
  4. Facilitação do conhecimento e acesso das PME a instrumentos tecnológicos e financeiros disponíveis para a transição para a I4.0 (definição de planos de ação concretos; demonstradores; prémios de inovação).
  5. Evolução de processos, produtos e modelos de negócio via dinamização e iniciação de projetos-piloto de forma demonstrativa, visando e.g. coordenação de ecossistemas industriais e adaptação de processos produtivos ao mundo digital (gestão inteligente de dados, modelização de dados, etc.).
Barra de Rodapé
© 2019 I4.0@TMAD. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper