Se pretende receber a nossa newsletter, por favor, deixe-nos as suas informações. Estes elementos não serão utilizados para outros fins nem divulgados em qualquer contexto. Obrigado.

O Centro Nacional de Competências das Culturas do Milho e Sorgo ‘InovMilho’, a Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e a Escola Superior Agrária de Elvas – IP Portalegre promovem no próximo dia 28 de janeiro, na Estação Experimental António Teixeira (INIAV), em Coruche, uma ‘Oficina Técnica em Sistemas de Automação em Tratores Agrícolas na ótica de Sistemas de Agricultura de Precisão’.

Coordenada por Luís Alcino da Conceição, docente da ESA Elvas – IP Portalegre, a iniciativa inclui um enquadramento da temática em debate, um briefing sobre as ações de demonstração e ainda estações de demonstração em campo, com a confirmação da presença de empresas de máquinas agrícolas como a Farming Agricola, a John Deere, a New Holland, a Same Deutz Fahr e a Valtra.

Continuar...

São vacas totalmente tecnológicas que emitem informação em tempo real para o dono da manada. Estão ligadas via wi-fi à base de dados do agricultor, que fica imediatamente a saber se estão satisfeitas ou agitadas, doentes ou robustas, se saltaram a cerca ou, simplesmente, se estão prontas para dar à luz. Chegou a era da agricultura de precisão, com as vacas a produzirem mais e com mais qualidade.

Deambulam pelos pastos verdejantes munidas de sensores nas orelhas, à volta do pescoço, nas patas e também na cauda. As ‘vacas tecnológicas’ enviam informação em tempo real para a aplicação que o agricultor tem no seu smartphone sobre a temperatura do corpo, sobre os tempos de ruminação, as horas que passam a comer, os passos que dão, os trajetos que fazem e ainda sobre as vezes que levantam a cauda para expelir fezes, o que significa emissões de gás metano.

Continuar...

Os setores da Indústria e Logística serão os maiores impulsionadores do mercado de trabalho nacional ao longo do próximo ano. A conclusão é do ‘Guia do Mercado Laboral 2019’, da Hays, que revela que a conjuntura económica atual irá traduzir-se num maior número de oportunidades de crescimento dentro das empresas destes setores.

Segundo a análise da Hays, houve em 2018 uma elevada procura por perfis de Engenharia associados a ambiente industrial, o que conduziu a um aumento da pressão salarial, dificultando assim a atração e retenção de talento nas estruturas.

Continuar...

Os jovens devem ser vistos como sementes que devem ser injectadas no solo organizacional. As empresas precisam dessas sementes para criar renovação a partir de novos conceitos como no caso das tecnologias de informação.

Nos últimos anos muitas foram as vozes que se ergueram da penumbra para dizer que a crise e as políticas de austeridade foram os processos castradores do progresso económico saudável das empresas nacionais. A verdade é que só nos apercebemos de um apêndice quando somos confrontados com a dor de uma apendicite. Ou seja, é fácil direccionarmos as culpas para as políticas de intervenção e esquecemo-nos sempre do papel das políticas de prevenção e da gestão antecipada dos acontecimentos.

Continuar...

O projeto “Douro Agroalimentar 4.0” pretende aumentar a capacidade de inovação, operacional e de crescimento das Pequenas e Médias Empresas (PME) do setor agroalimentar da região, através de uma estratégia que passa pela aplicação do conceito “Indústria 4.0”.

Mas afinal do que é a “Indústria 4.0”? No meio académico diz-se que estamos na quarta revolução industrial, em que as novas tecnologias são aproveitadas para fazer evoluir os sistemas produtivos, garantindo benefícios como a redução de custos de energia, o aumento da segurança e da qualidade, a melhoria da eficiência e da produtividade.

Continuar...

Barra de Rodapé
© 2019 I4.0@TMAD. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper